Mãe joga sorvete dos filhos no lixo para tentar ensiná-los a respeitar as pessoas

A escritora americana Jaime Primak Sullivan, mãe de três filhos, foi por um dia a “pior mãe do mundo”, com ela mesma disse em um post seu no Facebook, em que relata a importância de ensinar aos filhos a respeitarem as pessoas, independentemente da sua condição social.

Ela escreveu:

Veja o texto traduzido!
“Então… eu sou a pior mãe que já existiu… Tipo… No mundo todo.
Eu levei as crianças ao Dairy Queen (cadeia de restaurantes) depois do jantar. Eles pediram suas sobremesas e nós esperamos 5 minutos até que eles chamassem o nosso número. Uma mocinha (talvez com 17 anos), deu um sorvete para cada um dos meus filhos. Nenhum deles a olhou nos olhos. Nenhum deles disse obrigado. Nem para ela, nem para mim…
Então eu esperei. Eu contei até 10 na minha cabeça enquanto eles devoravam o sorvete e a jovem apenas olhava para mim (provavelmente porque ela pensou que eu estivesse escutando vozes), e eu vi meus filhos saírem pela porta. Eu os segui até o lado de fora, onde calmamente eu peguei o sorvete deles, enquanto eles me olhavam com horror, e os joguei na lixeira que havia por perto. Os três ficaram histéricos. Eu esperei. Quieta. Calma. Quando eles se deram conta de que eu tinha algo a dizer, eles se acalmaram.
Eu expliquei que um dia, se eles tivessem sorte, eles iriam ter um emprego como o daquela jovem. E que eu esperava que as pessoas os vissem. Realmente os notassem. Olhassem eles nos olhos e dissessem “obrigado”. Nós já estamos bem grandinhos, aos 8/7/5 anos de idade, para sair por aí sem ter boas maneiras e, honestamente, sem ter o básico de decência humana.
Então hoje, eu sou a pior mãe do mundo.”
As pessoas tiveram reações diferentes sobre o método usado por Jamie para educar os filhos. 
“Muito bem! Sendo alguém que trabalha em um restaurante, e é continuamente ignorada, eu te agradeço por incutir bons modos em seus filhos”, escreveu uma pessoa. 
“Eu sei que você é mãe mas, na minha opinião, achei sua atitude um pouco exagerada e meio extrema, esta lembrança vai permanecer na memória das crianças para sempre”, comentou outra.
Com informações do Portal R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário